BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
segunda-feira, 19 de agosto de 2019

A possível
candidatura a Vereadora da 1ª Dama de Garanhuns, Socorro Régis, ventilada por
uma fonte próxima a família Régis na tarde de ontem, dia 18, vem repercutindo
forte nas mídias sociais. Saiba mais sobre esse assunto clicando AQUI.

Com pouco
mais de 12 horas de postagem, a notícia viralizou e já está entre as mais
acessadas do Blog do Carlos Eugênio. Tanto no Facebook, quanto no Instagran, a
postagem também vem chamando a atenção e rendendo diversos comentários e reações,
a grande maioria favoráveis a possível candidatura. 

“Se Dona Socorro sair
candidata a Vereadora meu voto já é dela. Fui motorista da Prefeitura de
Garanhuns e ela sempre me tratou super-bem. Uma verdadeira mãe, aconselhando,
ouvindo e sempre educada”, registrou o motorista
Elliton Fabio, em
comentário no facebook. “Socorro têm potencial para ser
candidata ao cargo que preferir. Gente muito do bem e competente”, reconheceu a
educadora
 Maria Almeida
Rocha
, do Colégio Santa Joana D`Arc.

Mas também há
aqueles que não concordam ou não apoiam a possível candidatura da esposa do
Prefeito Izaías Régis, assim como cidadãos que questionam a elegibilidade de Dona
Socorro, como é conhecida na Cidade. É que como o marido dela é o atual Prefeito
da Cidade, ela pode, a depender do entendimento da Justiça Eleitoral, vir a ser
alcançada pela “inelegibilidade decorrente de parentesco”.
“De acordo
com o Art. 14, Parágrafo 7, da CF (Constituição Federal), cujo texto dispõe que
são inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os
parentes consanguíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, do
presidente da República, de governador de Estado, de prefeito ou de quem os
haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já
titular de mandato eletivo e candidato à reeleição. Sendo assim ela não pode
concorrer ao cargo de Vereadora. É a chamada inelegibilidade reflexa ou inelegibilidade
decorrente de parentesco”, observou a jornalista
Walderia Santana, que
assina uma coluna política no Jornal Cidade, em comentário no Facebook. 

A posição
de Walderia também é compartilhada pelo jurista Jorge Luís Guimarães. “Ela é inelegível, por ser cônjuge do atual Prefeito. Somente poderá
ser eleita caso o gestor renuncie seis meses antes das eleições, salvo engano”,
observou.
O Blog do Carlos Eugênio
tentou contato com o Prefeito Izaías Régis e com Socorro Régis para confirmar a
informação da possível candidatura, bem como da sua viabilidade jurídica, mas
não conseguimos êxito. Caso se confirme como candidata a Vereadora, pela reação
nas mídias sociais e pelo trabalho que desenvolve na Cidade, Socorro Régis
deverá ser uma das mais fortes candidatas, devendo abocanhar uma das 13 ou 15
vagas da Casa Raimundo de Moraes.