w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | domingo, 23 de junho de 2013


Essa é destaque na Coluna Pinga-Fogo, do JC, deste
Domingo:

“De forma
sóbria, segura e reafirmando os compromissos democráticos do governo, a
presidente Dilma Rousseff (PT) fez um pronunciamento convincente à nação, sexta
(21), para se posicionar sobre as manifestações de ruas pelo País, nas quais
uma minoria tem exercitado a violência sem clara motivação. Frustrante para
quem esperava por uma Dilma reacionária.

Muito
mais do quer procurar fragilidades ou vazios, o ponto fundamental do discurso
foi o anúncio de que vai se reunir com os presidentes dos Poderes Legislativo e
Judiciário para discutir reformas e convidar governadores e prefeitos para
discutir melhorias nos serviços públicos. E que abrirá o Palácio do Planalto
para ouvir as demandas das lideranças dos jovens e entidades populares. Mais
que os R$ 0,20 reduzidos nas passagens, esta é a grande vitória. Afinal, isto é
o que se pediu. A hora é agora.

Dilma
disse que os jovens querem fazer o Brasil avançar, explicou que o Brasil tem limitações
políticas e econômicas” que retardam seu avanço e alertou que o vandalismo pode
levar à perda de “uma oportunidade histórica” de mudanças. Ao lembrar
que todos a conhecem, afirmou que “não abre mão” do combate à corrupção e ao
desvio de recursos públicos. E prometeu puxar um debate amplo sobre uma profunda
reforma política”, pauta postergada pelo Congresso Nacional. A abertura do
governo é a maior vitória, uma chance que não pode ser perdida. As ruas, agora,
têm de ir ao Palácio”.