w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | segunda-feira, 15 de maio de 2017

 
Começa nessa quarta-feira, dia 17, a 3ª Bienal do Livro do Agreste, que
terá como homenageados o jornalista Ronildo Maia Leite, falecido em 2009, e a
cordelista Edilene Soares (imagem no topo). O Evento se estenderá até o domingo, dia 21, e acontecerá na Praça
Mestre Dominguinhos, sempre das 9 às 21h, oferecendo dezenas de atividades
gratuitas. 
Nascido em Garanhuns, Ronildo Maia Leite teve a longa carreira voltada
ao jornalismo marcada por vários prêmios. Entre suas conquistas, estão quatro
prêmios Esso de Comunicação, categoria regional, considerado por muito tempo o
mais importante do País. Ronildo se formou na primeira turma de Jornalismo da
Universidade Católica de Pernambuco, passou por quase todos os periódicos do
Estado, foi repórter da revista Veja, colaborador da IstoÉ e chefiou por 19
anos a redação Norte-Nordeste do jornal O Globo. “Inspirado que só ele, num
certo dia, escreveu que O céu existe entre sete colinas. Garanhuns é de lá”,
afirmou a sobrinha do jornalista, Cinthya Leite.

A outra homenageada da bienal também é de Garanhuns. Cordelista, Edilene
Soares é coordenadora da Indústria do Conhecimento (IDC), biblioteca que
funciona no bairro Dom Hélder Câmara (a Cohab 3), e atende crianças, jovens e
adultos de todas as idades. Além do acervo em livros, o espaço oferece
brinquedoteca, computadores e cursos periódicos. Edilene foi selecionada entre
vários professores da rede municipal de ensino de Garanhuns pelo excelente
trabalho que realiza com crianças, jovens e adultos da Cidade.

A Bienal é uma realização da Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros – Andelivros, em parceria com a Prefeitura de Garanhuns, através da Secretaria Municipal de Educação. (Com
informações e imagens da Folha de Caruaru. 
CONFIRA)