w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quinta-feira, 07 de abril de 2022

 

Com o falecimento do motorista de ônibus, Edmilson Bahia de Andrade, morador do bairro de Manoel Chéu, há exatos dois anos, Garanhuns vivenciava o registro da 1ª morte por COVID-19 no Município. Diante desse fato, hoje, dia 7, o Município vivencia o Dia Municipal em Memória e Respeito às Vítimas da COVID-19.

 

 

A data, que integra o Calendário Oficial do Município, foi instituída pela Lei Municipal nº 4.783/2021, numa inciativa do vereador Erivan Pita (PSD); aprovada na Câmara de Garanhuns e sancionada pelo Prefeito Sivaldo Albino (PSB). A Legislação busca homenagear todos os mortos pela doença em solo garanhuense; respeitar e se solidarizar com os momentos de dor vivenciados pelas famílias enlutadas, bem como criar um momento de reflexão sobre a necessidade de cuidados e esforços para evitar a propagação da COVID-19, que, mesmo em menor proporção, segue infectando e fazendo Vítimas fatais por todo o Mundo. “Em memória e respeito às vítimas falecidas em decorrência da COVID-19 a bandeira do Município deve ser hasteada a meio mastro das 7 às 18h a cada dia 7 de abril”, registra trecho da Lei Municipal.

 

 

COVID-19 EM GARANHUNS – Até ontem, dia 6, já haviam sido confirmados 22.770 casos da COVID-19 em Garanhuns. Deste total, 326 pessoas vieram a óbito e outras 11 mortes seguem sob investigação para confirmação ou não da doença. Também já foram aplicadas 303.805 doses de vacinas contra a COVID-19 no Município.