BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sexta-feira, 13 de maio de 2022

 

A cada dia se amplia em Garanhuns o debate quanto as condições de abrigo e controle da população animal, sobretudo de cães e gatos. A castração dos animais que vivem na rua, bem como daqueles que convivem com tutores que não reúnem condições financeiras para custear o procedimento, são temas recorrentes no Município e uma necessidade que se amplia, sobretudo na visão de grupos que defendem a causa animal na Cidade.

 

 

Em outubro do ano passado, portanto há sete meses, o Blog do Carlos Eugênio registrou em reportagem, que desde outubro de 2020, o município de Garanhuns conta com uma Unidade Móvel de Castração Animal, o “Castramóvel”. O Equipamento foi adquirido ainda na Gestão Izaías Régis, com recursos oriundos de uma emenda do deputado Federal Daniel Coelho (Cidadania), a época viabilizada pelo atual vereador Bruno dos Santos.

 

 

O fato é que, passados 19 meses da aquisição, o Equipamento ainda não entrou em funcionamento e segue estacionado no Centro de Controle Ambiental. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o serviço ainda não conta com a autorização do Ministério da Saúde para entrar em operação.  Temos “alinhado junto ao Ministério da Saúde alternativas que possam garantir o funcionamento do equipamento, haja vista a necessidade de cumprir as diligências estabelecidas pelo Órgão Federal. Este processo, tem como base o fato da castração de animais e a atenção veterinária não estarem vinculadas às responsabilidades específicas do setor da saúde e às finalidades do Sistema Único de Saúde (SUS), conforme exposto pela Nota Técnica Nº 16/2019. Além disso, o Município não se caracteriza como área endêmica de disseminação de zoonoses, ou localidade com superpopulação animal que apresente risco à saúde pública”, esclareceu a secretaria Municipal de Saúde em Nota enviada ao Blog.

 

 

Apesar de sinalizar estar trabalhando para cumprir as exigências, a Secretaria de Saúde de Garanhuns, assim como fez em outubro de 2021, em reportagem publicada pelo Blog (relembre clicando AQUI), não estimou prazos para conclusão dessas atividades que poderão garantir o funcionamento do Castramóvel no Município. (Blog do Carlos Eugênio – www.blogdocarloseugenio.com.br)