w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | sábado, 22 de setembro de 2018

O álcool mata cerca de 3 milhões de pessoas em todo mundo a cada ano,
representando uma em cada 20 mortes – alertou a Organização Mundial de Saúde
(OMS). Em um relatório sobre o consumo global de álcool e suas consequências
adversas para a saúde, a agência da OMS aponta que o consumo de álcool mata
mais pessoas do que a aids, a tuberculose e a violência combinadas.

Doenças infecciosas, acidentes de trânsito, lesões, homicídios, doenças
cardiovasculares, diabetes… Pelo menos 5,3% das mortes em todo mundo são
relacionadas ao álcool a cada ano, segundo a OMS. Para os mais jovens (20-29
anos), essa taxa é de 13,5%. No total, o álcool matou cerca de 3 milhões de pessoas
no mundo todo em 2016, contra os 3,3 milhões em 2012, de acordo com o relatório
da OMS sobre o assunto. Os homens correspondem a três quartos dos óbitos
registrados. A OMS observa que têm havido “algumas tendências globais
positivas”, apontando para a redução, desde 2010, do consumo episódico e
do número de mortes relacionadas ao álcool. Mas, explicam os especialistas,
“o peso global das doenças e danos causados pelo consumo nocivo do álcool
é inaceitável, particularmente na região da Europa e na região das
Américas”.

MAIS DE 200 DOENÇAS ESTÃO
LIGADAS AO CONSUMO DE ÁLCOOL –
Das
3 milhões de mortes atribuíveis ao álcool, 28% estão relacionadas a acidentes
de trânsito, violência, suicídios e outros atos violentos; 21%, a distúrbios
digestivos; e 19%, a doenças cardiovasculares. As mortes restantes são
atribuídas a doenças infecciosas, cânceres, transtornos mentais e outros
problemas de saúde.
(Com informações e imagem do JC Online. CONFIRA)