w="300" h="250">
BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
BLOG DO CARLOS EUGÊNIO | quarta-feira, 04 de janeiro de 2017

 
Em seu primeiro dia de trabalho, o Prefeito de Águas Belas, Luiz Aroldo
Resende (PT) determinou, através de Decreto, uma série de medidas visando
cortar despesas e equilibrar as contas do Município. “Vivemos um momento
delicado. A seca e a situação econômica do País dificultam o bom andamento das
ações nos Municípios. Para tanto é necessário economizar e assim vamos fazer”,
disse o Prefeito.
Mas enquanto o Prefeito fala
em cortes de Gastos, os Servidores Públicos do Município querem receber os
salários atrasados, deixados pela gestão de Genivaldo Menezes, aliado político
de Luiz Aroldo. “Estamos a mais de dois
meses sem receber salários. E sem justificar o fato, o Governo anterior passou
o “pepino” para a nova Gestão, que por sua vez, alega estar sem
recursos”, reclama um Servidor de Águas Belas, que pediu reserva da sua
identidade. “Onde foram parar as verbas destinadas para esses meses?”, questionou
outro Servidor em mensagem enviada ao Blog. “As dívidas são da Prefeitura e não
aceitamos as explicações do atual Prefeito. Ele não pode se isentar das dívidas
deixadas”, chamou a atenção o Servidor.

Apesar da falta de pagamento
dos Servidores, o Prefeito
Luiz Aroldo vem
garantindo que os serviços prioritários serão mantidos, principalmente nas
áreas de saúde, educação e segurança pública, inclusive outros casos de
natureza urgente e inadiável. O Decreto assinado pelo Petista tem validade de
90 dias, mas pode ser prorrogado.



O Blog do Carlos Eugênio segue a disposição do Governo de Águas
Belas para publicar a sua versão quanto às reclamações dos Servidores
Municipais.