BUSCA DE NOTÍCIAS 2021
BUSCA DE NOTÍCIAS DE 2013 A 2020
sexta-feira, 03 de julho de 2020

 
Após protesto de Profissionais
de Educação Física e Empresários do Setor pela antecipação da reabertura de
academias e similares, o Governo de Pernambuco anunciou que a reabertura do
setor será antecipada, em Recife, da oitava para sexta etapa do plano de convivência.
Dessa forma, se a pandemia do Novo
Coronavírus continuar apresentando controle e diminuição de casos, a retomada
das atividades do setor deve acontecer no próximo dia 13 de julho ou no dia 20.
Tudo dependerá do cenário da COVID-19 no Estado. Vale lembrar que o Agreste
Meridional, por conta do crescente número de casos da COVID-19, ainda está na
segunda etapa do Plano de Convivência do Governo do Estado.
Representantes do setor se
reuniram com o secretário-executivo de Articulação e Acompanhamento, Eduardo
Figueiredo, após a manifestação dessa quinta-feira, dia 2, para dialogar sobre
a retomada das academias e similares. De acordo com presidente do Conselho
Regional de Educação Física (CREF-PE), Lúcio Beltrão, o Governo revelou que os
estabelecimentos estão agora na sexta etapa e as atividades da quinta etapa
terão sua retomada na segunda-feira, dia 6 de julho.

“Ele (o secretário-executivo)
antecipou que estamos na sexta etapa e na próxima segunda-feira começa a quinta
etapa, dia 6 de julho. Possivelmente, se tudo estiver tranqüilo, a sexta etapa
iniciará no dia 13 de julho. Se tiver alguma dúvida sobre a Pandemia, se está
piorando ou não, pode postergar para o dia 20. Nós estamos na sexta etapa de
acordo com o protocolo do Governo, que coincide com o dia 13 ou 20”,
confirmou Lúcio Beltrão.
“EXERCÍCIO PROMOVE
SAÚDE” –
A categoria também destaca a necessidade de voltar a
trabalhar e argumenta que exercícios físicos são fundamentais para a promoção
de saúde e prevenção de doentes. Lúcio Beltrão reforçou ainda que educação
física é a única que profissão de saúde que ainda não pode trabalhar no Estado.

“A gente é a única
profissão de saúde que ainda não pode atender de maneira individual. Porque o
médico pode atender o paciente dele, o nutricionista, fisioterapeuta, o
psicólogo e a gente não pode? A gente questionou também a questão dos Parques.
Porque pode ter o atendimento individual, mas não pode usar acessórios? Os
profissionais estão reclamando isso também. A ideia é que pelo menos duas
pessoas assistam à aula, por exemplo, o casal, ou mãe e filha”, questionou
Beltrão. Pernambuco atualmente conta com 1.282 academias e 11.733 profissionais
registrados no Cref-PE.
(Com informações
de Gabriela
Máxima
/JC e imagens de Jailton Júnior/TV Jornal. CONFIRA)